Saúde A-Z

DOENÇAS RESPIRATÓRIAS AGUDAS NO INVERNO

Com a chegada do tempo frio chegam também as doenças respiratórias comuns nesta fase do ano. O tempo frio é um dos fatores que mais contribui para o agravamento de patologias crónicas como a asma e a doença pulmonar obstrutiva crónica, mas também patologias agudas como as gripes, constipações, a pneumonia e, mais recentemente, a Covid-19. 

A maior parte das afeções respiratórias são provocadas por vírus que sendo sensíveis ao calor, as baixas temperaturas que se fazem sentir nesta altura, favorecem o seu desenvolvimento. É por esta razão que no caso de uma infeção viral, o organismo aumenta a temperatura corporal acima dos 37,5ºC como mecanismo de defesa e daí o aparecimento da febre.

Muitas das doenças respiratórias agudas apresentam sintomas comuns e é normal a dúvida no diagnóstico das patologias típicas da época Outono/Inverno. Será gripe? Constipação? Ou será Covid-19? Conheça no quadro seguinte as semelhanças e as diferenças na sintomatologia de cada uma delas:

O tratamento de cada uma destas situações depende da sua evolução e complicações associadas, mas de uma maneira geral baseia-se no uso de medicamentos para aliviar os sintomas, ingestão de líquidos e repouso. 

Por vezes as doenças respiratórias agudas podem evoluir para doenças crónicas, e nestes casos é necessário procurar ajuda especializada. Atendendo à sua elevada frequência, morbilidade e mortalidade, a vacinação deve ser encarada como uma prioridade em matéria de prevenção, particularmente importante em pessoas idosas, com doenças respiratórias ou outros problemas de saúde crónicos.

Importa ainda lembrar que a maioria das doenças respiratórias são contagiosas e não sendo por vezes possível evitar por completo o seu aparecimento, podemos pelo menos tentar minimizar os fatores de risco bem como as complicações associadas, através de algumas medidas de prevenção, que não se resumem apenas à etiqueta respiratória ou à lavagem das mãos regularmente, usando sabão ou gel desinfetante. Há medidas simples que ajudam nessa tentativa, tais como a manutenção de uma respiração nasal e não bucal (as narinas têm a função de filtrar o ar e aquecê-lo), uma hidratação adequada e uma alimentação equilibrada e rica em legumes e fruta.

Medidas preventivas são fundamentais para reduzir o risco de contrair infeções respiratórias e as suas complicações. A aposta na prevenção nunca foi tão importante.

SABIA QUE:

  • A vitamina C, o zinco e a vitamina D contribuem para o normal funcionamento do sistema imunitário?
  • A flora intestinal (microbiota) regula a resposta imunitária global do organismo e por isso a toma de probióticos é aconselhada?
  • A limpeza das vias aéreas com soro fisiológico é uma das medidas que confere saúde às suas vias respiratórias?

Olhe por si, olhe pela sua saúde e ESCOLHA UMA VIDA MAIS SAUDÁVEL! Para mais informações, clique aqui.

Anabela Claro

Imunavit Comprimidos
Fechar

IMUNAVIT COMPRIMIDOS

15,80
30 Comprimidos Revestidos

Indicações:

  • Reforço do sistema imunitário
  • Complemento no tratamento de doenças do trato respiratório
Fechar

IMUNAVIT

13,50
20 Comprimidos Efervescentes

Indicações:

  • Reforço do sistema imunitário
  • Complemento no tratamento de doenças do trato respiratório
Fechar

VELTUSS Adulto

13,30
200 ml de Solução Xaroposa

Indicações:

  • Garganta, faringe e cordas vocais
  • Expetoração
Fechar

VELTUSS Criança

12,70
200 ml de Solução Xaroposa

Indicações:

  • Garganta, faringe e cordas vocais
  • Expetoração

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *